post-image

Paulo Gonzo

Co-fundador, compositor e vocalista do grupo Go Graal Blues Band decidiu em 1984 iniciar a sua carreira a solo. O seu primeiro single, So do I (CBS) viria a transformar-se num enorme êxito.
 
Lançou em 1986 o álbum de estreia a solo, My Desire com originais da autoria de Charlie Midnight, Dan Hartman, Daniel Lavoie e Jimmy Scott, bem como uma grande interpretação de These Arms of Mine (CBS), do grande Ottis Redding.
 
Em 1992 inicia as gravações do seu primeiro álbum em português Pedras da Calçada (SONY MUSIC). De entre as doze músicas que compõem o disco, uma destaca-se pela sua melodia e sensualidade: Jardins Proibidos, um dos maiores sucessos da música portuguesa.
 
Em 1995 dá-se o lançamento do álbum Fora d’ Horas (SONY MUSIC) com participações especiais de músicos de renome, nacionais e estrangeiros e temas como Acordar, Tiro à Queima Roupa, Leve Beijo Triste e Noite das Sete Colinas, tornaram-se autênticos marcos da música portuguesa.
 
Seguiu-se em 1997 a edição do álbum Dei-te Quase Tudo (SONY MUSIC), que conseguiu a proeza de ser Sextúpla Platina. Um verdadeiro best-of do melhor de Paulo Gonzo num só disco: Jardins Proibidos (original e com a participação especial de Olavo Bilac dos Santos e Pecadores), Pedras da Calçada, Caprichos da Lua, Sete Vidas, Acordar, entre outros e já em 1998 o lançamento do álbum Suspeito (SONY MUSIC), que foi Disco de Platina. As músicas de sucesso continuam a estar presentes, sendo exemplos Pagava P’ra Ver, Ser suspeito, Fogo Preso, Humano e Pouco Mais.
 
Em 1999 é editado Paulo Gonzo Ao Vivo Unplugged gravado nos Estúdios Valentim de Carvalho, em que o Artista revisita uma grande parte do seu percurso a solo, desde o longínquo mas omnipresente So Do I, ao mais recente Ser Suspeito, passando por alguns dos seus êxitos mais óbvios e por outras preciosidades menos evidentes: Jardins Proibidos e Dei-te Quase Tudo, inevitáveis num disco ao vivo.
 
Em 2005 Paulo Gonzo comemora 20 anos de carreira a solo. Vinte anos depois, Paulo Gonzo está novamente de regresso, um regresso tanto mais apetecível porque se trata de um novo disco de canções originais. Há muito prometido aos seus fãs, este novo álbum e o conceito que o rodeia rebuscam de forma indelével no passado “bluesy” de Paulo Gonzo, trazendo à superfície as influências musicais que o têm acompanhado desde o início com a célebre Go Graal Blues Band. O primeiro single “Falamos Depois”, uma forte canção em torno de uma história do quotidiano, foi um um dos êxitos do Verão de 2005. O segundo single “Sei-te de Cor” seguiu-lhe as pisadas, já em 2006. O CD homónimo de Paulo Gonzo é um dos mais bem sucedidos discos de música portuguesa do corrente ano, tanto em termos de vendas, como de popularidade. Duas décadas volvidas, Paulo Gonzo continua imune a modas e tendências e a impor-se como a grande voz nacional.
 
Já em 2007 passa a integrar a prestigiada série ‘Perfil’. “Perfil” de Paulo Gonzo é uma colecção com todos os temas que celebrizaram o músico, incluindo ainda uma canção inédita, ‘Diz-me Tu’, bem como nova versão do clássico 'Leve Beijo Triste', gravada em dueto com Lúcia Moniz.
 
“By Request”, editado em 2010, representa o regresso às origens de Paulo Gonzo. Um regresso ao Soul e aos Blues, influência que o artista sempre assumiu. Gravado no estúdio Mission Sound Recording, em Brooklyn (onde já gravaram os Arctic Monkeys, Animal Collective e The National, entre muitos outros), em “By Request” Paulo Gonzo rodeou-se de uma dupla de produtores (Cindy Blackman/Jack Daley) e de um conjunto de excelentes músicos que, aliados à sua voz, nos oferecem um dos mais notáveis discos do ano!
 
Em 2011 “Só Gestos” Paulo Gonzo regressa às edições discográficas com um novo álbum de originais, em português. O novo trabalho chama-se ‘Só Gestos’ e tem como singles de avanço os temas ‘O (Teu) Brinquedo’ e ‘São Gestos’, que rapidamente conquistam um lugar de destaque nas playlists das principais rádios do país.
 
Em 2012, Paulo Gonzo celebrou 35 anos de carreira com dois concertos esgotados nos Coliseus do Porto e de Lisboa, onde contou com convidados muito especiais como Jorge Palma, Rui Reininho, Lúcia Moniz, Zé Pedro e Tito Paris.
Em Março de 2013 é lançada a edição especial de “Só Gestos” de Paulo Gonzo, incluindo o tema “Vencer Ao Amor” em dueto com a cantora-sensação espanhola India Martínez. Esta nova edição conta com 2 faixas bónus, duas versões deste dueto tão especial, em português e castelhano.
O talento e o sucesso de Paulo Gonzo como cantor, compositor e intérprete fazem deste músico (que já vendeu mais 400.000 álbuns até à data), um dos mais conceituados artistas portugueses da actualidade e uma das grandes vozes dos nossos dias.
 


 

www.paulogonzo.pt

Imagens

post-img-9
post-img-8
post-img-3
post-img-3
post-img-3
post-img-3
post-img-3